segunda-feira, 1 de junho de 2009

Das Antigas - Parte III

----------------------------------------------
Cotton Motorcycles
A Cotton Motorcycles foi fundada na Inglaterra em 1918 por Frank Willoughby Cotton, passando a ser reconhecida após Stanley Woods pilotá-la em corridas. Mr. Cotton, ou F.W. como era chamado, teve a idéia de montar uma estrutura triangular para motocicletas, quando participava de um passeio off-road com outros motociclistas. Ele sentiu as dificuldades trazidas pelos quadros do tipo "diamante", que era o que existia em idos de 1918/19.
Alguns modelos eram desenhados por ele mesmo e os demais por outro fabricante de motocicletas da época, Levis, que produzia motos custom. Os motores usados dependiam do modelo da motocicleta: os Villiers, de duas marchas, eram usados nas motos de 247 cc; os Blackburne, de "válvulas laterais", eram aplicados em motos de 295, 348 e 495 cc e os motores Blackburne OHV, apenas nas de 348 e 495 cc; por fim, os motores JAP OHV, de 292, 348 e 495 cc. Mas, o motor que tornou a Cotton reconhecida foi um Blackburne de 348/350 cc, em 1922, chegando em quinto lugar na categoria Junior TT e pilotada por Stanley Woods. No ano seguinte, ele conseguiu bater a média de velocidade de outros pilotos da categoria Senior, de 500 cc, em cerca de 2 milhas a mais, por hora. A média obtida foi de 55,73 mph.
------------------------------------------------
Motores de válvulas laterais, também chamados de "flatheads", eram comuns nas primeiras motos acima de 200 cc

Os motores de válvulas laterais foram retirados de circulação nas Cotton por volta de 1931, quando foi substituído pelos Rudge-Python de 348 e 495 cc. No ano seguinte, surgiram os motores JAP e Villiers de 150 cc. Neste ano, também, os motores OHV das Blackburnes passou a contar com 596 cc. Motos de 250 cc foram aparecer em 1934, usando motores Blackburne. Até então, a Cotton contava com 19 modelos de motocicletas.
----------------------------------------------
Uma Cotton modelo Cobra 250: raridade

F. W. continuou a presidir a empresa até o final da II Guerra Mundial, quando decidiu se aposentar. Em 1953, a empresa retorna à ativa, dirigida por Elizabeth Cotton e administrada por Pat Onions e Monty Denley. Passou a chamar-se E. Cotton Motorcycles Ltd.
Em 1955, foi lançada a Cotton Cotanza, de 250 cc. Usava um motor Anzini e um novo quadro com suspensão traseira e "garfo-pivô". No ano seguinte, a Anzini lança o motor "twin" de 322 cv para ser usado no novo modelo da Cotanza.
Depois de alguns sucessos obtidos sucessivamente em corridas, até mesmo corridas em descidas e subidas íngremes, chegaram a fabricar um modelo com motor Rotax de 250 cc. Mas, a fábrica fechou em 1980, tornando-se objeto de várias exposições nos anos 90 e a criação da Cotton Owners Club, na Inglaterra, onde seu legado permanece vivo.
---------------------------------------------
Modelo Cougar 250, sucesso nas corridas "de ladeiras" nos anos 60

-----------------------------------------------
A Telstar 250 cc foi uma réplica da Cotton, produzida pela AJS Motorcycles e feita para competição

Nenhum comentário: