quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Benelli TRE 1130 K Amazonas: On e Off-Road

--------------------------------------------
Ela foi lançada em 2007, após a visita de representantes da Benelli, no Brasil, mais especificamente, no estado do Amazonas. A idéia era construir uma moto que aguentasse o rojão fora-de-estrada, mas que trouxesse, ao mesmo tempo, conforto e segurança, além de beleza, nos perímetros urbanos e interurbanos, ou seja, nas rodovias. Foi criada, daí, a TRE 1130 K Amazonas.
A fábrica da Benelli foi criada no ano de 1911, na Itália. Na década de 60, a marca sofreu uma queda brusca, devido aos novos padrões de motocicletas lançados pelos japoneses que, com velocidade e custo médio, conseguiu conquistar o coração e a alma de motociclistas do mundo inteiro. No início dos anos 2000, a Benelli foi adquirida pelo grupo chinês Qianjiang, o qual tem trabalhado bastante para reerguer o conceito adotado pela Benelli, mas com as novas tecnologias e seguindo o gosto cada vez mais apurado dos fãs de motociclismo.
A Amazonas, como está sendo chamada (não confundir com a antiga Amazonas brasileira), é construída sobre um quadro multitubular de alumínio resistente a qualquer terreno e situação. Uma moto "construída para superar os limites conhecidos", como disse um de seus projetistas, no próprio site da Benelli. Sua suspensão traseira foi desenhada para garantir mais estabilidade e melhor dirigibilidade, tanto "on" quanto "off-road", sem alterar o conforto, devido à reação do sistema sobre o terreno.
------------------------------------------------
O quadro da TRE 1130 K Amazonas é reforçado e garante conforto e segurança em qualquer terreno. Foto: site oficial.



-------------------------------------------------
Em seu quadro, há montado um radiador de alta performance, que garante confiança nas mudanças de temperatura do motor, não importando se a moto está em baixa velocidade nas ruas, ou em velocidade de aventura-cruzeiro nas estradas de terra.
O motor é de 3 cilindros com 4 válvulas cada, levemente inclinado 15º para frente e com 1130 cc, é refrigerado a líquido e possui dois ventiladores (fans), um deles para resfriar o óleo, o que acaba por colaborar na durabilidade do lubrificante e, claro, do próprio motor e suas partes. Seu câmbio é de 6 marchas.
Usa pneus radiais e originalmente sem câmeras, medindo 120/70R17 na dianteira e 180/55R17 na traseira. Os freios são compostos por dois discos de 320 mm na dianteira e um disco na mesma medida na roda traseira.
Na categoria das maxitrails, a TRE 1130 da Benelli não deixa nada a desejar. É uma moto realmente forte e cumpre o que promete. No Brasil, ela é importada pelo grupo Izzo e tem feito bastante sucesso. Nos EUA, ela custa em torno de US$ 15 mil, enquanto que, no famigerado país tupiniquim, seu precinho ultrapassa os R$ 75 mil.
-------------------------------------------------
Detalhes laterais da frente da TRE: os piscas dianteiros encontram-se nos retrovisores.



---------------------------------------------------
A TRE 1130 tem altura, é bonita e imponente, sem contar sua agilidade nas pistas e na terra.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

A Curiosa História da B.S.A. – Parte I


 

Ela foi uma das mais famosas marcas de motocicletas entre os anos de 1913 e 1972. Mas, você sabe como é que a B.S.A. começou seus negócios? Uma história contada a balas.

The Birmingham Small Arms Company, ou simplesmente, B.S.A., como é mais conhecida, começou suas atividades ainda no século 19, por volta de 1854, quando dava-se início à Guerra da Criméia (1854-56). A empresa, então fabricante de pequenas armas e munições, foi contratada pelo governo britânico para fornecer os suprimentos necessários para a guerra. Naquela época, fabricavam rifles do tipo "muzzle-loading", daqueles onde a pólvora é carregada pelo cano da própria arma, feitos à mão, que logo foram substituídos pelos rifles feitos industrialmente pela empresa concorrente, Enfield Works. A B.S.A., não querendo ficar atrás, em 1862 ergueu também sua fábrica, para produzir as armas e as munições usando maquinário especializado e de forma industrial. A construção era considerada imponente, naquela época.

Daí em diante, a empresa cresceu, adquirindo uma metalúrgica em Adderley Park e passando a ser conhecida como The Birmingham Small Arms and Metal Company.
-------------------------------------------------

Instalações da B.S.A. Metal Company, em 1862. Foto: Divulgação/B.S.A.






 

Até 1880, os pedidos de armas e munições garantia lucros satisfatórios à empresa, que sentiu o baque quando governos, não só do Reino Unido, como também russo, turco, alemão e português, deixaram de comprar como antes. Aproveitando a esfera de produtos que podia explorar, a B.S.A. voltou sua atenção ao mercado de ciclo-veículos, produtos estes que ela se viu perfeitamente alinhada.

Ainda naquele ano fatídico, foi fabricada a "Otto", a primeira (e estranha, para nós, hoje) bicicleta da marca. A "Otto" possuía duas grandes rodas nas laterais e, entre elas, sobre o eixo que as prendia, o banco para acomodar o ciclista. Os pedais ficavam ligeiramente à frente do "piloto" e abaixo do banco. Tinham um mecanismo que permitia regular a altura, para que se adequasse conforme a altura da pessoa. Ainda sobre o eixo, em cada lado do banco e próximo às rodas, os suportes para o ciclista se segurar sobre a engenhoca. É até interessante imaginar os primeiros "cobaias" andando sobre o ciclo...
-----------------------------------------------

A Otto, a primeira bicicleta da B.S.A., fabricada em 1880.





Em 1884, depois de uma brilhante idéia de um dos construtores, lançaram uma bicicleta convencional e dois modelos de seus primeiros triciclos não-motorizados. À bike, deram o nome de Alpha Ordinary Bycicle; aos trikes, "Beta" e "Delta". Antes deles, porém, haviam retirado da linha de produção um triciclo que não parecia ter bom comércio, o "Omnicycle", isso em idos de 1881.

Porém, em 1887, já com um bom mercado de ciclos tomado, a B.S.A. viu-se obrigada a retomar sua produção de armas e munições, já que o governo, mais uma vez, criou demanda dos artefatos. Pelos longos seis anos seguintes, a única produção ciclística da B.S.A. era o modelo Kelsey's Duplex, um modelo um pouco mais parecido com o que conhecemos de bikes convencionais.


 

Continuará na segunda parte deste artigo.


 

----------------------------

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Honda XRE 300: em Agosto, nas Lojas

---------------------------------------------

Está programada, para este mês de agosto, a chegada da nova Honda XRE 300 nos concessionários da marca em todo o Brasil. Segundo a fabricante, é uma moto que traz "sofisticação e versatilidade no asfalto e na terra".

---------------------------------------------
A nova e versátil adventure-touring da Honda: XRE 300



Para este novo modelo, que veio substituir duas outras ótimas motos - a NX4 Falcon e a XR250 Tornado -, a Honda trabalhou sobre o conceito misto de adventure e touring, o que significa que ela se dá bem tanto no campo, em trilhas, como no asfalto, mesmo em viagens de média quilometragem. O bom, dessa mistura, é que a motoca encara também viagens em estradas não pavimentadas, ou seja, as famosas "estradas de chão", numa boa.

Seu motor é um monocilíndrico de 291,6 cm³, 4 tempos, alimentado por injeção eletrônica e potência de 23,3 cv a 7.500 rpm e torque de 2,42 kgf.m a 6.000 rpm. Está bem, não é lá aquela potência toda para poder viajar, mas, o peso, 144,5 kg (seco), ajuda na esperteza da motocicleta. O conjunto mecânico é arrefecido a ar e com radiador a óleo.
-----------------------------------------------
Detalhes do tanque e do motor da nova XRE 300



Suas características off-road foram importadas da Tornado: suspensões de longo curso, escapamento com saída alta, o paralama principal elevado e o secundário, que protege contra respingos. Com o aperfeiçoamento feito pela Honda, a XRE ganhou ainda um estilo aventureiro, com suas novas linhas agressivas, imponentes e modernas ao mesmo tempo, o que lhe garantiu a diferenciação no mercado, em sua categoria.

Os pneus originais são da marca Metzeler, medindo, na dianteira, 90/90 e, na traseira, 120/80. Freios a disco em ambas as rodas garantem uma parada segura. Mas seu conforto é resultado da combinação do novo chassi,tipo berço semi-duplo e a ergonomia oferecida pelo seu banco de dois níveis, que ainda oferece um encaixe perfeito das pernas no tanque. É uma moto ágil, de fácil pilotagem e de comportamento mais estável em qualquer terreno.
----------------------------------------------
Dirigibilidade, versatilidade e conforto: preocupações da Honda para a XRE 300



-------------------------------------------------
Disponível nas cores: dourada, preta e vermelha.



O preço sugerido pela fábrica é de R$ 12.890,00, bem próximo ao valor de outro lançamento da marca, a CBR 300R, e a previsão para sua chegada às concessionárias é para a segunda quinzena de agosto de 2009. Está perto o grande dia e vale a pena um test-drive.
---------------------------------------------
A XRE 300 é a nova "toda-terreno" que chega ao mercado em Agosto próximo.



---------------------------- Fotos: Divulgação