terça-feira, 26 de abril de 2011

Nova Tuono V4 R, a Naked Superesportiva da Aprilia

---------------------------------------------------------------

Essa é pra quem curte velocidade e adrenalina sobre duas rodas: Aprilia Tuono V4 R é a mais nova aposta da marca italiana na categoria das superesportivas. Apresentada no Salão de Milão em 2010, e só lançada agora, nos meses iniciais de 2011, essa italianinha é o bicho em potência e velocidade, devemos convir.
Equipada com motor de quatro cilindros em V de 1000 cc (999 cm³), essa máquina pode gerar 167,3 cv de potência a 11,5 mil RPM. O resultado disso é que a Tuono pode alcançar incríveis 270 km/h sem muito esforço.
Além de um potente motor, a V4 R traz outros atrativos, dignos de motos de pista, tais como:
- controle de tração; 
- controle de wheeling, que oferece ao piloto mais sustentação e segurança ao "empinar" (andar de uma só roda) a moto; 
- quick shift, que permite subir as marchas sem necessidade de desacelerar e acionar a embreagem; 
- controle de largada, determinado pelo sistema APRC (Aprilia Performance Ride Control), que permite ao piloto uma saída rápida e vantajosa.
Controles APRC e Quick Shift ficam situados no lado esquerdo do guidão.
Como se trata de uma moto muito rápida para seu tamanho físico, a Aprilia tomou a precaução de equipar a naked Tuono com um aparato eletrônico que permite ao piloto determinar um de três tipos de "pegada" do motor: o modo Track (pista), que usa toda a sua potência ao menor giro do acelerador; o modo Sport, que a torna esportiva, usando a mesma potência do primeiro modo, porém, torna sua pilotagem um tanto mais suave, devido à limitação de seu torque em todas as marchas; por fim, o modo Road (estrada), no qual a V4R fica com 25% menos de potência. O piloto é quem escolhe o modo de gerenciamento do motor da forma que ele achar melhor ou mais conveniente para o momento.
A caixa de marchas da Tuono é também semelhante às das motos de corrida. Ela conta com o sistema quick shift (mudança rápida), o qual permite ao piloto trocar as marchas sem necessidade de usar a embregem ou soltar o acelerador, bastando, para isso, pressionar o botão de um pequeno joystick, situado no lado esquerdo do guidão. A propósito, a Tuono possui câmbio de 6 marchas.
Painel misto completo e bastante colorido.

Para chegar aos resultados obtidos, a Aprilia trabalhou duro nos seguintes pontos:
- novo esquema de cronometragem da válvula, fazendo com que ela trabalhe em tempo corretíssimo e aproveitando o melhor do motor;
- dutos fixos de entrada de ar 2 cm mais largos;
- volante de virabrequim com inércia aumentada, o que aprimorou a suavidade e o balanceamento geral;
- o quadro de alumínio permite abusar da força e da flexibilidade do conjunto, e elementos pressionados na estrutura determinam novas referências em termos de balanço e eficiência dinâmica;
- encurtamento das taxas da engrenagem para as primeiras três marchas, provendo melhores ganhos de velocidade.
Uma moto que garante melhor performance em pistas apropriadas, mas que
roda perfeitamente em outros terrenos não-acidentados, também.

Outros fatores importantes também colaboram para que a naked V4 R seja uma urbana com todos os predicados necessários para as pistas e também para viagens médias. De qualquer forma, é uma moto para nenhum "corredor" botar defeito. Ela foi feita para as pistas, nisso não há dúvidas.
Diferente da antecessora Tuono 1000R, o quadro desenvolvido para a V4 R  foi completamente revisado em respeito à unidade usada na RSV4, a fim de maximizar o controle de direção e a estabilidade para uma naked que chegar aos 270 km/h. A Aprilia já era famosa pelos quadros que fabrica e usa em suas motos, e agora mostra que a tradição, aliada ao aprimoramento, é mantida e respeitada.
A Tuono em ação: flexível, leve, rápida, nervosa e, acima de tudo, performática
e segura na pilotagem.
A Tuono vem equipada com os melhores componentes disponíveis no mercado. Seus freios são da marca Brembo, com discos dianteiros medindo 320 mm e os traseiros 220 mm. Suas rodas são de alumínio e pesam cerca de 2 kg a menos, devido à sua nova engenharia. A suspensão invertida, da marca Sachs, é completamente ajustável e, para garantir uma melhor absorção das agruras dos terrenos (asfaltos ruins, em outras palavras, o que é muito difícil encontrar nos lugares onde ela mais roda na europa), a V4 R conta ainda com um monoamortecedor de nitrogênio também ajustável.
Originalmente, seus pneus são de 190/55, mas podem ser substituídos por um 200/55 ou, para aproveitar ainda mais a potência da Tuono, por um 190/50.
Sua frente lembra um pouco algum dos Transformers, não acha?
Por enquanto, a nova Tuono V4 R encontra-se disponível apenas para o mercado europeu e tem preços sugeridos de: € 13.590, na versão básica, e € 15.590 na versão completa. Não há previsão para seu lançamento em terras tupiniquins, mas, do jeito que a coisa anda por aqui, ela deve aportar dentro de uns 2 a 3 anos, dependendo do sucesso que fizer lá fora.
À primeira vista, dá-se a impressão de estarmos cara a cara com um "Transformer", devido ao conjunto de faróis e piscas da Tuono, mas, no geral, trata-se de uma "gatinha das pistas", pela qual muitos marmanjos (como muitos de nós, motociclistas) caem de glúteos soltos sobre seu banco. Em suma, é uma linda e nervosa italiana, pronta para arrasar nas pistas.

Cores disponíveis:
 

Nenhum comentário: