quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Dafra Next 250: uma ótima opção


A Dafra sofreu bastante durante seu período de adaptação no mercado brasileiro. Motos davam problemas, era difícil conseguir peças de reposição, e a galera ficava a ver navios por algum tempo. Mas, como toda empresa séria, a Dafra não deixou por menos e foi atrás do prejuízo, fazendo novas alianças e, assim, conseguindo morder novamente sua fatia da pizza.
Tanque de 14,1 L: autonomia muito boa
Lançada em meados de 2012, em parceria com a empresa SYM Motors, de Taiwan, a Dafra Next 250 trouxe, além do preço camarada, boas novidades em sua estrutura e, especialmente, em seu motor de 25 cv e 249,4 cc. Entre as motocicletas dessa mesma cilindrada, ela parece ser a mais rápida. Outro aspecto que mudou muito, com a nova parceria da Dafra, foi a disponbilidade de peças, que acabou se tornando um dos maiores cuidados da empresa.
Com estilo diferente da Roadwin, também de 250 cc, mas carenada, a Next parece querer roubar o mercado de sua "irmã", que não teve lá muito sucesso nas vendas. A nova naked da Dafra tem, com certeza, feito a cabeça e mexido com o coração de muitos motociclistas, afinal, além de bonita, tem preço bastante acessível e, ainda por cima, é uma excelente motocicleta. Vamos aos "números".
Motor de 250 cc e 25 cv de potência
Possui motor monocilíndrico SOHC de 4 tempos, quadrivalvulado e refrigerado a água. Seu sistema de alimentação de combusível é por injeção eletrônica, o que garante à moto uma performance muito melhor e mais economia de combustível. O motor de 249,4 cc gera potência máxima de 25 cv a 7.500 rpm e torque máximo de 2,75 kgfm a 6.500 rpm. Aliado ao seu peso em ordem de marcha, por volta de 170 kg, pode-se dizer que ela é uma "motinha" bastante esperta.
Tanto nos centros urbanos, quanto na rodovia, em trechos mais curtos, a Dafra Next 250 mostra-se altamente capacitada, por ser também uma moto com ótimo índice de maneabilidade. Em termos de segurança, ela conta com freios a disco na traseira (220 mm) e também na dianteira (260 mm, duplo pistão). Usa pneus 110/70-17 na dianteira e 130/70-17 na traseira.
Banco do passageiro não muito confortável e suspensão dura
Uma das falhas encontradas, no entanto, foi em relação à amarração de bagagens: a Next não possui nenhum "ponto" de fixação ou amarração de elásticos, o que prejudica quem precisa carregar alguma coisa na garupa, como geralmente todo motociclista faz. Outra coisa não muito bem recebida nesta moto é a dureza do amortecedor traseiro: sofre o garupa, sofre o condutor, especialmente, em estradas danificadas.
Em termos de preço, a Dafra Next 250 tem altas vantagens: R$ 10.790,00, contra R$ 16.900 da Ninjinha 250, ou os R$ 15.490 da Honda CBR 250R.  Detalhe: a Dafra Next 250 foi consagrada a "Moto do Ano 2012" na categoria Street, escolhida pela Revista Quatro Rodas Motos.