quarta-feira, 14 de outubro de 2015

HONDA SH300i, ótima opção de economia

Divulgação.

Boa tarde, pessoal! Uma das boas novas, esse ano, é a chegada da nova Honda SH300i, um scooter que vem para disputar um mercado crescente em terras tupiniquins, que é o das 300 cc deste segmento. E vai disputar de forma acirrada com os modelos Citycom 300 e 400 da Dafra, bem como, especialmente, por causa do preço, com a Burgman 400, da Suzuki. Enquanto isso, a Yamaha parece dormir no ponto, para não tentar cobrir a faixa que resta na categoria e trazer mais opções para o Brasil.
A previsão é que o modelo seja comercializado entre R$ 18 mil e R$ 20 mil, mas veja só o que estará sendo pago:
- Freios a disco com C-ABS. Projetado para não travar, o Combined-AntilockBreakingSystem traz mais segurança aos ocupantes do scooter, evitando travamento dos freios e consequente descontrole. O SH300i vem equipado com dois freios, um na dianteira e outro na traseira. A manete direita serve para acionar o feio dianteiro, e a esquerda, ambos, de forma equilibrada e suave.
Divulgação.

- Motor e agilidade. O motor do SH300i é quadrivalvulado, tem arrefecimento líquido e possui 279,5 cc, que (ao menos, a versão europeia) produz algo como 29 cv de potência. Aqui, no Brasil, parece que será na casa dos 25 cv. Devido ao seu peso (169 kg), combinado com seu tamanho e estrutura, é bem ágil nas curvas e ganha velocidade com facilidade.
- No painel, não existe a caixa de chave. Isso mesmo, o scooter é ligado somente com a aproximação da chave, até 2 metros de distância. Bacana, né? Esse sistema é chamado de Smart Key, adotado pela Honda para este modelo, que inclusive permite também destravar e abrir o banco.
Divulgação.

- Economia. Segundo o fabricante, o SH300i tem autonomia de 250 km, ou seja, algo em torno de 27,5 km/l. 
- Câmbio automático, do tipo CVT, com transmissão final feita por correia dentada. 
- Design atual. Para-brisa alto, rodas de 16', farol em LED, fixado em uma semicarenagem junto ao guidão, dão uma vista bonita na parte dianteira do scooter. A parte traseira tem também linhas elegantes e com boa visualização das lanternas traseiras, que também são em LED. Como em praticamente todo scooter, o compartimento, de 35 litros, fica debaixo do assento, para guardar objetos e/ou o capacete.
Divulgação.

Que seja bem-vindo, então, o Honda SH300i, que nos foi apresentada recentemente, no Salão Duas Rodas, em São Paulo. Vai fazer bonito nas ruas brasucas.

Motoabraço.

Nenhum comentário: