sexta-feira, 9 de outubro de 2015

POR QUE A HONDA CB300R SAI DE LINHA?

Olá, loucos por motos!! Tudo belezão com todo mundo?

Então, essa post é rapidinha, uma espécie de prefácio para a próxima postagem.

Nestas imagens, vê-se que pouquíssimas mudanças foram aplicadas
de um ano para outro, na CB300R. Ao longo dos 7 anos e nada de
muito novo, a Honda deixará o já lançado projeto na gaveta, de novo.

Muitos se perguntam porque é que a Honda tirou a CB 300 da linha de produção, já que prometia tanto e tão pouco ficou à disposição nas concessionárias (apenas 7 anos).
Na categoria street, a CB 300 não fez vexame. Liderou vendas durante um bom tempo, enquanto disputava o mercado acirrado dessas pequenas-médias, que inclui a Yamaha Fazer 250 e também a Dafra Next 250.
Entretanto, dois problemas surgiram (e acho que o segundo, mais sério, foi o que fez a Honda bater o martelo). Um deles está relacionado ao visual da CB 300R, que sofreu levíssimas modificações durante os 7 anos de existência, resultando em "cansaço visual" e também mecânico. O outro ponto a ser considerado, é que a Honda não conseguiu, com esta moto, adaptar-se à segunda fase do Promot/2016. O Promot, para quem não sabe, é um programa mundial de redução de emissões de poluentes aplicado sobre motocicletas e afins.
Dados esses parâmetros, a Honda decidiu, então, retirar uma motocicleta que poderia, sim, ter ganhado mais atenção e ter sido melhorada.

Motoabraço!

17 comentários:

ECLIPSE ACADEMIA disse...

Papo furado esse de poluentes, a verdade é que essa merda caiu nas vendas pq quebra de palmo em palmo.

ECLIPSE ACADEMIA disse...

Papo furado esse de poluentes, a verdade é que essa merda caiu nas vendas pq quebra de palmo em palmo.

Luiz Petla disse...

Concordo com o comentário acima. Além de a CB 300 trincar o cabeçote de TODOS os anos de fabricação a Honda do Brasil parece não se importar com seus clientes e fica trocando de tempo em tempo (curtos intervalos) os modelos de suas motos. Passados 10 anos de fabricação a Honda não fornece mais peças de reposição(isso porque eles são obrigados a fornecer peças por 10 anos por lei federal), assim quando o cliente sente dificuldade em encontrar peças, se sente obrigado a trocar de moto. Não é a toa que está perdendo a liderança no mercado para a Yamaha do Brasil que fornece peças por mais de 15 anos após a ultima fabricada de um modelo e os modelos que ficam por mais de 10 anos sem sofrer mudanças mecânicas (ex. YBR e FAZER). Sou proprietário de uma HONDA CB 450 DX e me sinto muito decepcionado com a marca que tanto gostei.

nilo disse...

Papo furado mesmo,se fosse em país de primeiro mundo onde o consumidor é respeitado esta "moto" já teria saído de linha há muito tempo, ou no minimo provocado um recall, pois trata-se
de um projeto defeituoso onde há quebras de cabeçote, pane eletrica, trincado em chassi, etc.

Jorge Monteiro disse...

Lamentável que iludam o consumidor com esse papo furado. Um lixo de moto bem como sua off road" - XRE 300. Mas a"Ronda" vive enganando seus consumidores. Até parece aquele partido político que afundou o Brasil ( e ainda tem admiração de "n"tolos).

Anônimo disse...

Boa tarde, ainda bem que nos brasileiros estamos mais atentos ao que consumimos, com relação a cb 300, sei que e uma moto super gastadeira, alias como a maioria das motos da roda, estão gastando mais que um carro 1.0, e sem contar que o que a fez ficar famosa foi a economia e a durabilidade,coisas que ela ja perdeu, juntamente com o respeito ao consumidor brasileiro. essa moto para quem não se lembra tem o mesmo fim da xlx 250 e 350, uma bomba sob rodas. abraços e vamos protestar. so assim e possível melhorar

Unknown disse...

Rapaz... tive uma cb300, moto muito boa. A Honda tirou a moto para diminuir os custos e pôr no mercado uma moto com o custo de produção menor e o preço maior. A política mundial de oferecer o mínimo e obter o máximo de lucro se aplica a todos os fabricantes. Mas os consumidores podem optar por outras marcas tão boas quanto a Honda. Eu vejo que a Honda abusa e todos continuam com suas motos. Hoje vou de Suzuki e não pretendo voltar para Honda tão cedo. São motos de qualidade com preços fora da realidade.

Unknown disse...

Honda só que ganhar dinheiro viu que yamaha tává bem com fazer 250 aí decidiu imitar querer fazer uma 250 pra ganhar mais dinheiro. Uma pena pq spera uma 350 agora volta pra uma 250 cc de novo! Que lixo melhor pegar logo uma 600 cc

lindemberg meireles disse...

Honda só que ganhar dinheiro viu que yamaha tává bem com fazer 250 aí decidiu imitar querer fazer uma 250 pra ganhar mais dinheiro. Uma pena pq spera uma 350 agora volta pra uma 250 cc de novo! Que lixo melhor pegar logo uma 600 cc

Unknown disse...

Concordo tive uma tornado minha moto num rodava mais de 15 mil km sem ir no mecanico tensor, zoava campana.... uma merda tive uma fazer so troquei oleo honda so as pequenas....

FAZER 250 AND disse...

HONDA É UM LIXOOOOO, TIVE ALGUMAS CG's, UMA STRADA E NÃO QUERO MAIS, SO QUEBRA... TENHO HJ UMA FAZER 250 2009 COM MAIS DE 120KM RODADOS E NUNCA QUEBROU... MOTOR TODA A PROVA... AGORA VOU DE YAMAHA....

Marcio Portilho Monteiro disse...

De yamaha, nunca mais... Eixo de comando gira direto no cabeçote. Faz barulho, nao se consegue mais regulagem valvulas, e embuchamento nao resolve, fora .....

KINSYNGER JORDAO BORDIN disse...

Tive uma CB300R por 6 anos, comprei em 2009 quando lançou e fiquei com ela ate final de 2015,quando vendi com 60.000km para comprar uma CB500 2001 que era do meu pai, nunca me deu problemas (vazamentos, quebra de cabeçote etc.) Fazia media de 23 a 30 km/litro (dependendo do modo de pilotagem) Aqui na minha cidade Cuiabá-MT manutenção barata (peças/mão de obra).
Discordo de quem se refere à algum produto de forma (lixo, merda, não presta) as vezes as pessoas nem tem a certeza do que estão falando, somente comentam uma má experiência de poucos que não dão manutenção em seus veículos.
Não compraria uma moto Yamaha porém não tem como dizer que é uma montadora ruim bla bla bla, ( até porque se HONDA, YAMAHA, SUZUKI, fossem ruins teriam saído de circulação faz tempo, como algumas que nem existe mais)

WILLIAM disse...

KINSYNGER JORDAO, vc gostou da troca da 300 pela 500, ou se arrependeu?

Anônimo disse...

ACHO UM EXAGERO LER TANTAS CRITICAS. TENHO, DESDE 0KM, UMA HONDA 300R 2010 ATÉ HOJE. NÃO ME DÁ TRABALHO ALGUM E OLHA QUE USO DIRETO, PEGO ESTRADA E NA CIDADE, PORQUE FAZ PARTE DO MEU TRABALHO. NÃO AFIRMO QUE SEJA ÓTIMA, MAS REPITO, HÁ EXAGEROS NAS CRÍTICAS. PARECEM ATÉ PAUS MANDADOS PELA CONCORRENTE.

Unknown disse...

Eu também tive um cb 300 ,2010,nunca tive problemas,pelo contrário só alegria,moto boa ,econômica ,para uma 300 ,o único gasto que tivi foi uma relação e dois pneus,moto com designer bonito,chama a atenção por onde passa ,vendir por nescidade,infelizmente,não concordo com a honda tirar delinha ,e lançar uma 250 no lugar ,deveria ser uma 350 ,...250 vai se fuder a honda não a moto ....

Unknown disse...

Eu também tive um cb 300 ,2010,nunca tive problemas,pelo contrário só alegria,moto boa ,econômica ,para uma 300 ,o único gasto que tivi foi uma relação e dois pneus,moto com designer bonito,chama a atenção por onde passa ,vendir por nescidade,infelizmente,não concordo com a honda tirar delinha ,e lançar uma 250 no lugar ,deveria ser uma 350 ,...250 vai se fuder a honda não a moto ....