sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

SCOOTERS DE 3 RODAS: POR QUE NÃO?

Na Europa, e também no Japão, é muito comum encontrarmos nas ruas scooters com três rodas. Está certo que os pavimentos lá são muito superiores e bem mais cuidados do que os daqui, contudo, dados os modelos atuais dessas pequenas espertas de três rodas e suas características, seriam veículos até bem ajustáveis aos buracos brasukas revestidos com massa asfáltica.
Fig. 1. Metrópolis, scooter three-wheel da Peugeot.

Os modelos mais conhecidos são da Piaggio (a precursora desses trikes), da Peugeot e, mais recentemente, da Yamaha. A Piaggio, inclusive, entrou com um processo judicial contra as duas últimas, acusando-as de terem copiado seu modelo, o MP3. A Peugeot lançou no mercado o Metropolis e a Yamaha lançou o Tricity. Olhando as fotos, notamos que são, sim, muito semelhantes. Talvez, tenha faltado um pouco mais de ânimo aos designers da japonesa e da outra italiana pra construírem projetos com diferenças mais notáveis.
Fig. 2. MP3, da Piaggio, o "original".

Fig. 3. MP3, da italiana Piaggio

Houve boatos que o modelo da Yamaha, o Tricity, seria importado a partir de 2015, ao salgado preço de R$ 30 mil. Salgado e bem próximo ao scooter Burgman 600, da Suzuki, já que o motor do trike é de apenas 125 cc. Decepcionante, né? Já a Piaggio tem modelo com 500 cc, custando quase 10 mil euros, lá. Aqui, no Brasil, ela não seria vendida por menos de 50 mil reais. Nem a pau, Juvenal! O Metropolis, da Peugeot, de 400 cc, custa em torno de 7,5 mil Euros. Isso vezes 4,21 (cotação de hoje, dia 11/12/15), daria em torno de R$ 31.500,00, sem os impostos e taxas de importação.


Figs. 4 e 5. Tricity, da Yamaha. Motor 125 cc.

Não é fácil descobrir, portanto, por que não dá pra importar tais brinquedinhos, por enquanto. Não seria pra qualquer brasuka - como muitos 'boys toys' aqui não são, né? - e, quem poderia pagar tal valor, normalmente, vai querer algo mais potente, eu imagino.
Mas, que o Brasil consiga superar a crise e valorizar sua moeda. Assim, teremos abertura para novas e melhores coisas lá de fora.

O3GEN, um conceito ousado da Yamaha


Apresentado no Motor Show 2015 de Bangkok, na Índia, o O3GEN chamou a atenção do público, devido, primeiramente, ao seu visual futurista, parecendo ter saído de filmes como "Star Wars".
Ainda não tem preço, claro, pois se trata de um conceito dos engenheiros da Yamaha, mas poderá, quem sabe um dia, estar rodando nas ruas bem pavimentadas do futuro... esperemos que por aqui, também.



Figs. 6, 7 e 8. Conceito da Yamaha, o O3GEN: futurista.

Nenhum comentário: