quarta-feira, 9 de março de 2016

A moto afogou. E agora?

Olá, galera do bem, motociclistas de todo o brasil!

Quem aí, que possui moto carburada, nunca enfrentou problema de "afogamento de motor" e a moto não quis pegar nem às custas de reza brava? Acho que poucos, não é?
Velas novas.


Geralmente, isso acontece porque a vela - uma ou mais - recebe mais quantidade de combustível do que o normal, para que haja a ignição. A vela de ignição é um dispositivo elétrico que fornece as faíscas necessárias para haver combustão e queima de combustível, fazendo o motor funcionar. Apesar das velas ficarem em um ambiente propício e protegido, pode haver um excesso de envio de combustível à câmara e a vela receber gasolina em excesso, o que causará seu encharque. Sendo assim, a faísca não é provocada.

Mas, como, ou por que, o afogamento acontece?

Velas sujas, mas que podem ser limpas
e usadas por mais alguns km.
O afogamento do motor se dá, principalmente, pelo excessivo acionamento do acelerador antes de dar a partida na moto, especialmente, em lugares mais frios, onde algumas pessoas, não sei porquê, têm esse hábito. Essa aceleração desnecessária tem como objetivo abrir o diafragma do carburador e injetar gasolina para haver uma melhor ignição. O que deveria funcionar, na verdade, acaba atrapalhando, já que acaba passando mais combustível do que o necessário.
Além disso, é comum também vermos que, quando a moto pega, algumas pessoas têm o hábito de acelerar "com raiva", como se a moto tivesse culpa da mazela do motoqueiro. Essa aceleração raivosa, além de não ser necessária, pelo contrário, acaba danificando mais peças do motor, principalmente, se ele estiver frio.

Velas carbonizadas. Melhor a fazer é substituí-las, mas, se
estiver na urgência, limpe-as bem, usando uma lixa de unha.
Solução imediata, mas não a definitiva

O que fazer, quando esse afogamento ocorrer? Bom, a primeira coisa é não entrar em pânico, certo? Portanto, largue o acelerador da moto, coloque-a no descanso, pegue a chave de vela e retire-a. Se houver mais velas, retire-as todas.
Caso você perceba que, sim, há traços de gasolina na(s) vela(s), mas pouca coisa, pegue um pano ou estopa e limpe bem a vela. Deixar um pouco ao sol também pode ser bom, já que acelera o processo de evaporização da gasolina. Em casos mais sérios, se for preciso "descarbonizá-la", ou seja, remover aquele carvão que fica entre os pontos de eletrodo central e lateral (v. na figura), utilize uma lixa de unha e passe-a levemente entre os pontos. Retire o pozinho soprando no local, ou com um cotonete seco.
Se, no final, nada disso der certo, e se a vela já for de longo uso, é aconselhável substituí-la, ok?

Motoabraço!

3 comentários:

Flávio Felisberto disse...

Tenho uma moto fan 2014 ja fiz revisão, regulei as válvulas. Mas nada adinantou .
Quando seguro a embreagem e solto o acelerador pra reduzir a moto se desliga .o painel fica ligado mas o motor não funciona tenho de dar partida novamente pra voltar a andar

Anderson Rogerio Pereira disse...

Primeira partida nem acelerei ela já fede gasolina e faz barulho já engasuada e afoga?

Elton Lopes Comper disse...

Obrigado pela dicas ,so dei uma limpeza na vela com lixa e um pano e a moto voltou a funcionar .