terça-feira, 9 de março de 2010

Honda DN-01: uma motocicleta como você jamais viu!

-------------------------------------------------------
Esta, sim, é diferente. Tanto que, no próprio site da Honda, ela é referenciada como de estilo próprio, sendo, talvez, uma mistura das categorias esporte, touring e estradeiras. Estamos falando da Honda DN-01, a única motocicleta crossover de que se tem notícia.
--------------------------------------------------------
DN-01, da Honda: uma das motos mais bonitas já lançadas no mercado.



Dotada de um estilo único, a DN-01 oferece ainda uma posição de pilotagem invejável a outras motocicletas estradeiras, além de detalhes que deixam qualquer rider boquiaberto e louco para experimentá-la. Para começar, foi adotado nesta motocicleta o sistema de transmissão automática, definido pela empresa como Human-Friendly Transmission (HFT). Este novo sistema, inventado para suas motocicletas, utiliza a "transmissão mecânico-hidráulica infitamente variável", da própria Honda, numa configuração compacta e leve, ideal para motocicletas. Fácil de operar, a HFT permite uma notável sensação de conforto na pilotagem, com resposta direta e eficiência na transmissão. O piloto pode escolher entres os 6 diferentes presets para conduzir a moto, dependendo do terreno e das circunstâncias em que vai pilotá-la. Por exemplo: colocando o HFT na posição "D", o piloto não terá que se preocupar com passar marchas; já a posição "S" permite que ela seja pilotada no modo "Sport", na qual o controle passa para as mãos, ou melhor, para os pés do piloto. E a DN-01, exibida no 40° Motor Show de Tokyo, foi a primeira motocicleta a utilizar esse sistema.
As pedaleiras da DN-01 não são como as convencionais e tiveram influência direta das melhores cruisers do mercado: no local, seus pés são confortavelmente colocados em "plataformas", aos invés das barras arredondadas. O sistema de freios, também uma novidade e tanto, foi criado para trazer ainda mais segurança e firmeza nas frenagens: ambos os freios, traseiro e dianteiro, são combinados entre si para prover ainda mais força nas rodas e nas paradas, principalmente, aquelas de urgência. E, como se não bastasse, ainda são equipados com ABS (Anti-lock Breaking System), sistema anti-travamento e derrapagem.
A suspensão traseira é do tipo Pro-Arm®, que distribui uniformemente o equilíbrio e o peso da motocicleta, garantindo mais suavidade em terrenos acidentados. O Pro-Arm® também exige baixa manutenção, além de ter inlcuído uma sustentação de peso reduzido e maior câmera de exaustão.
A DN-01 é ainda equipada com o PGM-FI, sigla para Programmed Fuel Injection. Ele faz com que a distribuição de combustível seja mais eficiente e melhore a resposta do motor, assegurados por 12 injetores de alta-performance. Ufa!
E tem mais: o motor em V é de 680 cc, refrigerado a líquido e conta com 4 válvulas por cilindro. Sua ignição é tecnologia pura: digital transtorizada com avanço eletrônico. Isso resulta em partida rápida em qualquer clima e muito menor desgaste no motor de partida.
Visualmente, a motocicleta é uma verdadeira musa da beleza. É o tipo de moto que chama a atenção por onde passa ou para. Não há como não notar essa maravilha da Honda. O design é exclusivo e ela vem, de fábrica, em uma de duas cores: preta ou vermelho-doce-escuro.
-------------------------------------------------------------
A DN-01 vem nas cores preta e vermelho-doce.



O preço dela, nos EUA: cerca de US$ 14500. No Brasil, não ficaria por menos de R$ 60 mil.

Imagens:
-------------------------------------------------------------
O requintado e sofisticado painel digital da DN-01.


-------------------------------------------------------------
Super-visual: esportivo e agressivo, ao mesmo tempo.

5 comentários:

Anônimo disse...

Na serie Japonesa KAMEN RIDER DECADE, o herói pilota um versão Custom na serie.

Anônimo disse...

nosa cara q moto linda!!!
pena q nossos impostos ñ nos deixa comprar motos otimas so motinhas d rua :(

Anônimo disse...

Olhando de lado perece um tubarão! É linda, bem diferente, tecnologia de ponta para suspensão, freios e etc., transmissão então nem se fala. Porém, como nada é perfeito, acho q pecaram feio na potência do motor q tem só 55 cv. Motor muito fraco pelo preço q custa e pelo q a moto se propõe e oferece.

Anônimo disse...

essa moto é edição limitada?como faço para comprar uma? ela existe no Brasil?

Marcelo Marques Vieira disse...

Ja tem rodando no Rio de Janeiro.
Diferente de tudo... Muito linda.