quinta-feira, 18 de março de 2010

A Nova Super Ténéré

A versão com motor 750 fez um sucesso muito grande na década de 90, especialmente, pelas conquistas que teve nas edições do Paris-Dakar. O nome, Ténéré, foi dado em homenagem a um dos trechos mais perigosos do famoso rally: o deserto de Ténéré, situado mais ao sul do Saara.
------------------------------------------------------
Da antiga 750 cc, a nova XT1200Z herdou o nome e a fama, mas, esta última é outra moto.


Mas, este ano, a Yamaha revelou aquela que será a sucessora da 750: a XT1200Z Super Ténéré, dotada de motor dois cilindros paralelos de 1.199 cm³. Ela também tem torque avançado de 11,6 kgm @6.000 rpm: muita força em baixa ou média rotação. Neste modelo, os engenheiros também primaram por deixá-la mais ágil e precisa nas estradas, mesmo nas mais sinuosas. A moto, em relação à sua antecessora, ficou mais confortável e prática para o carona e para a bagagem. Os quesitos segurança e versatilidade ficaram por conta da tecnologia aplicada na sua produção.
--------------------------------------------------------
Muita tecnologia, muito conforto e segurança: itens importantes da nova Ténéré.


A nova Super Ténéré veio para brigar no mercado com a já bem sucedida BMW GS1200, outra big-trail de respeito. Alguns detalhes técnicos, inclusive, foram "chupados" da alemã pela japonesa, tais como: controle de tração, transmissão por eixo-cardã e freios ABS. Detalhes como estes resultam em maior conforto e prazer em pilotar. A nova Ténéré ainda conta com dois faróis dianteiros, banco mais largo para piloto e carona, pára-brisas regulável, malas laterais (alforjes) com acabamento em alumínio, tal qual sua concorrente. E, finalmente, chegamos às diferenças entre as duas: a motorização.
------------------------------------------------------------
A iluminação dianteira conta com dois faróis potentes e visualmente bonitos, mas "chupados" de sua concorrente direta, a BMW GS1200.


Enquanto na BMW o motor possui cilindros opostos, os da Super Ténéré são paralelos, o que resulta em maior compactação dos blocos, no torque garantido tanto em baixa como em alta rotação, além de potência de sobra. A Ténéré é refrigerada a líquido e trabalha sob o sistema de duplo comando de válvulas (DOHC), com duas velas por cilindro e é alimentado por injeção eletrônica. Em termos de potência, são cerca de 110 cv @7500 rpm. 
Na big-trail japonesa, ainda foi adequada a aceleração eletrônica, sistema este batizado pela Yamaha de YCC-T (Yamaha Chip Controlled Throttle), que tem um feedback mais preciso ao girar a manopla do acelerador. Como tudo isso não bastasse, o motor da Super Ténéré XT1200Z conta com dois "modos de funcionamento": Sport, para uma pilotagem mais agressiva, e Touring, para as tocadas mais amenas, como nas viagens em terrenos mais tranquilos, por exemplo.
------------------------------------------------------
Os alforjes laterais são feitos em alumínio e dão maior proteção à bagagem do viajante.

O sistema de tração da Ténéré é pura tecnologia: Traction Control System, ou TCS, criado para evitar derrapagens da roda traseira em terrenos muito escorregadios ou de baixa aderência. Este sistema possui três níveis de funcionamento: o nível 1, ou TCS1, é o convencional e funciona em qualquer ocorrência de derrapagem da roda traseira. O outro, TCS2, de ação "retardada", permite que a traseira escape em situações de pilotagem mais agressiva, nas aventuras off-road. Com dois discos na dianteira e um na traseira, ela ainda é dotada de freios ABS unificados que, segundo a própria Yamaha, um dos sistemas mais avançados de freios já desenvolvido pela japonesa.
-----------------------------------------------------------
Freios ABS unificados, contando com dois discos na dianteira e um na traseira, garantem freadas justas e sem derrapagem. Além disso, a Ténéré conta com a tecnologia TCS, de controle de tração.


O quadro da Ténéré 1200 foi construído com base em aço, no lugar do alumínio, por proporcionar mais força ao conjunto, o que é tremendamente indispensável em cenários off-road pesados. A medida do pneu dianteiro é de 110/90 R19 e o traseiro é de 150/70 R17 e, apesar de as rodas serem raiadas, permitem que se use os pneus sem câmara.
O tanque é de 23 litros, uma quantidade razoável, haja vista a finalidade principal da moto. Isso quer dizer que o piloto tem muito combustível para praticar ou mesmo aventurar-se em qualquer terreno. Em suma, uma super moto para grandes aventuras.
A Super Ténéré deve estrear as ruas agora no mês de março, mas, por enquanto, somente na Europa. Em breve, deverá estar rodando na América do Norte para, só então, cair nos terrenos tupiniquins. Nos resta esperar um pouco mais, então.

Especificações Técnicas

MOTOR: Dois cilindros paralelos, DOHC, refrigeração líquida, 4 válvulas - 1.199 cm³ 
DIÂMETRO X CURSO:  98,0 x 79,5 mm
TAXA DE COMPRESSÃO: 11,0 : 1
POTÊNCIA MÁXIMA: 110 cv a 7.250 rpm 
TORQUE MÁXIMO: 11,6 kgm a 6.000 rpm 
CÂMBIO: 6 marchas
QUADRO: Tipo espinha dorsal em tubos de aço
TRANSMISSÃO FINAL: Eixo cardã
ALIMENTAÇÃO: Injeção eletrônica de combustível
SUSPENSÃO DIANTEIRA: Garfo telescópico invertido, com 190 mm de curso
SUSPENSÃO TRASEIRA: Monoamortecida, com 190 mm de curso
FREIO DIANTEIRO: Dois discos em forma de margarida com 310 mm de diâmetro
FREIO TRASEIRO: Disco simples margarida de 282 mm de diâmetro
PNEU DIANTEIRO: 110/80-19
PNEU TRASEIRO: 150/70-17
COMPRIMENTO: 2.250 mm
LARGURA: 980 mm
ALTURA: 1.410 mm
ALTURA DO ASSENTO: 845-870 mm
DISTÂNCIA ENTRE EIXOS: 1.540 mm
TANQUE DE COMBUSTÍVEL: 23 litros 
PESO EM ORDEM DE MARCHA: 261 kg
CORES: Azul e branca

Um comentário:

Anônimo disse...

salve,salve galera das duas rodas, show de bola essa 1200 tenho uma tenere 600, e levando em conta a maquina que tenho já fico com agua na boca por essa parente distante da 600.Tá bem distante pra mim mais quando eu era criança e olhava pra tenere 600 elas tambem eram inatingivéis.parabens pelo blog.ronaldo.