quinta-feira, 25 de março de 2010

A Trail verde da KTM

---------------------------------------------------
De um tempo para cá, quando os governos começaram a mostrar preocupação com o meio ambiente, as motocicletas caíram na lista negra dos maiores colaboradores de poluição aérea do planeta. Na verdade, uma motocicleta não libera mais gás carbônico (CO2) que um carro, mas colabora também para a emissão de outros componentes tóxicos, como o monóxido de carbono (CO), o hidrocarboneto, óxidos de nitrogênio e de enxofre (em contato com o ar e resultado de impurezas do combustível). O que veio melhorar essa emissão de compostos nada amigáveis foram as modificações que as motocicletas mais modernas passaram a ter, como o motor flex e o catalisador exclusivo.
Contudo, algumas empresas tem feito diferente: a KTM, por exemplo, uma das maiores empresas motociclísticas da Europa, apresentará, em maio, durante o Salão de Tóquio, sua "moto verde". Trata-se de um protótipo, codinome Freeride, com corpo de motocicleta off-road, equipada com motor elétrico. O objetivo da KTM, segundo seus diretores, é justamente mostrar que liberdade e prazer de pilotar não querem dizer "descuidar-se da natureza". Agora, é esperar para ver a reação do mercado e, claro, do público, que é a parte mais interessada.
Após o Salão, o blog voltará a falar sobre essa moto, com mais informações e fotos.

Nenhum comentário: