sexta-feira, 7 de agosto de 2015

NOVIDADE: HONDA CG 160cc

É isso aí, galera, a Honda está trazendo novidades na categoria das pequenas urbanas brasukas: as CGs Fan e Titan 160 cc.
Novas CG 160 - Fan e Titan
Isso acontece em meio à comemoração de quase 40 anos de existência do modelo CG no Brasil, com cerca de 11 milhões de unidades emplacadas. A Honda CG - 125 e 150 - é tida como o veículo motorizado mais vendido no país, ganhando até mesmo dos Fiat Palios. E a expectativa de aumento nas vendas cresce, com a inserção de mais este modelo.
CG 160 Fan

CG 160 Titan
O que está deixando o pessoal um pouco descontente, é o preço da moto. Com valores de sugestão que variam entre R$ 7.990 (Fan) e R$ 9.290 (Titan), sabemos que podem atingir algo em torno de R$ 1 mil reais a mais por cada modelo. Mas, no final das contas, você acabará vendo que houve uma certa compensação, pois ganha-se na economia.
O novo motor, monocilíndrico e flex, além de proporcionar um pouco mais de robustez à moto, acaba gerando também uma economia maior de combustível, já que trabalha com mais "folga" do que seus antecessores. São 162,7 cm3, capaz de gerar 14,9/15,1 cv de potência (@ 8000 rpm) e 1,4/1,54 kgfm de torque (@ 6000 rpm), com gasolina/etanol, respectivamente.
Detalhes aperfeiçoados.
Em termos de estrutura, o novo sistema de balança faz a moto vibrar menos, trazendo um pouco mais de conforto ao piloto. O chassi também ganhou reforços para a fixação do motor e as suspensões usam os tradicionais garfos telescópio com 135 mm de curso (diant.) com sistema bichoque (amortecedores duplos e mola) de 106 mm de curso na traseira.
O sistema de freios combinado está presente somente na Titan. Nesse sistema, os freios dianteiros e traseiros são ativados ao mesmo tempo, a partir de um único acionamento.

Outra alteração visível está no visual geral da CG. A Honda quis dar um acabamento com aparência de moto maior, trabalhando também em sua carenagem frontal e nas semicarenagens laterais. O tanque de combustível recebeu linhas mais altas e bocal do tipo aeronáutico. Sua capacidade, de 16,1 litros, não mudou.

Em sua estética, a CG 160 Titan tem apelo mais esportivo que a Fan. Defletores laterais, suporte da placa na rabeta, protetores e ponteiras do escape, pedal de freio e pedaleiras fazem essa diferença mais notável. Também são exclusividade do modelo a incorporação de painel digital com conta-giros, alças de apoio removíveis em alumínio para o garupa e desenho exclusivo para as rodas. Na Fan, as rodas são também de alumínio, uma novidade para o modelo.
Ao que parece, mesmo com o preço um pouco acima da expectativa do brasileiro, a CG 160 veio pra ficar. É aguardar os primeiros testes e tirar uma conclusão melhor.

Motoabraço!








(fotos: divulgação)

Um comentário:

J. N. disse...

Poderiam fazer, em breve, um comparativo entre a Titan 160 2016 e a Fazer 150 2016. Estou bastante em dúvida ainda entre qual das duas comprar. Aparentemente a fazer só está ganhando, no meu ver, no design (esportividade e cores) mas queria uma opinião técnica sobre o assunto. Grato