terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Tipos de motocicletas: qual é o seu?

Fonte: How Stuff Works?

Qual é o seu tipo preferido de motocicleta? A seguir, vamos saber como são classificadas as motos que vemos rodando por aí. Depois de ler esse artigo, você pode até querer trocar a sua. Ou não. :)

Tipos de motos
As motocicletas apresentam muitos estilos diferentes, cada um oferecendo características de design e desempenho para acomodar condições de uso especificas. Vamos dar uma olhada nas categorias mais comuns de motocicletas. 

On Road
A expressão "on road" (na estrada) serve para definir todas aquelas motocicletas feitas para rodar onde tem asfalto, seja nas cidades, seja nas rodovias. Nesta categoria "master", vamos encontrar diversas subcategorias, como as customs, as streets, esportivas e outras. A expressão "on road" contrapõe-se à "off-road".

Esportivas "carenadas"
As esportivas são projetadas para altas velocidades e estradas com muitas curvas. Oferecem motores multicilíndricos para produzirem mais potência, quadros de liga de alumínio, suspensões rígidas para melhorar o manejo, pneus de alta aderência e freios potentes. Em vez de sentarem eretos, os pilotos de motos esportivas inclinam-se para frente sobre o tanque de gasolina para reduzir a resistência do vento. A carenagem existente neste tipo de moto possui múltiplas funções, todas elas relacionadas ao vento e à aerodinâmica, mas possuem também enorme influência na aparência da moto.
As motos esportivas são bastante utilizadas em campeonatos regionais, nacionais e mundiais de motociclismo (existem diversas outras categorias que também participam de competições). Nestes casos, elas têm modificados alguns de seus parâmetros, a fim de ajustarem-se aos regulamentos.
Kawasaki Z1000: esportiva carenada e nervosa!


Naked
As motos nuas oferecem o desempenho das motos esportivas sem a estética, na maioria dos casos, sendo destituídas de toda a carenagem desnecessária. Como são geralmente produto de personalizadores de motos que buscam uma aparência de “guerreiro da estrada”, as motos depenadas também são chamados de streetfighters (lutadores de rua), especialmente na Europa.
Devido ao seu excelente desempenho nas cidades, tornou-se uma das queridinhas do público mais jovem, que vê nestas máquinas uma forma de fazer parte da "galera inflamada".

Suzuki Gladius 650: uma streetfighter potente.


Roadsters
Suas mais fortes características encontram-se na aceleração e na maneabilidade. São velozes e ágeis, devido, também, à falta de carenagens. São, praticamente, a mesma linha das nakeds, contudo, com motores mais fortes. A BMW é um estilo roadster, assim como, a Sportster 883, da Harley-Davidson, também é.

BMW r1200: uma roadster com pedigree.


Off-Road / Trail
As motocicletas off-road (também chamadas de "trails", ou motos para "trilhas") incluem as motos de motocross e as motos para estradas de terra - máquinas projetadas para lidar com saltos, saliências e outros obstáculos encontrados em circuitos de corrida fechados ou trilhas na floresta. As motocicletas off-road têm quadros mais estreitos e leves, maior distância livre do solo e sistemas de suspensão avançados. Elas também têm uma partida a pedal para reduzir o peso e os pneus com um padrão de banda de rodagem repleto de ressaltos para melhorar a tração. Como as motos off-road normalmente não vêm de fábrica com faróis, espelhos, buzina ou silenciador, elas são proibidas nas ruas. 

Yamaha XTZ 250: uma trail urbana.

Husqvarna TE 449: uma trilheira corajosa!



Big Trail
Uma categoria que mantém laços com as off-road, mas de uma forma distante, já que as "bigs" são motos para viagem, de preferência, no asfalto, apesar de rodarem também nas dificuldades trazidas pelas estradas de terra e terrenos acidentados. Dado o valor de uma big trail, hoje, é difícil algum piloto arriscar-se a colocar sua "diva" num terreno que, provavelmente, irá danificá-la. As big trails foram desenvolvidas com a intenção de oferecer conforto, segurança e velocidades satisfatórias, em médios e longos trechos. Além do mais, em termos tecnológicos, elas oferecem opções variadas, para necessidades e gostos diferentes.

Yamaha XT 1200Z Super Ténéré


Motard e Supermotard
A palavra quer dizer "motocicleta", em francês, mas aqui, como nos EUA, ela se refere a um tipo especial de moto, um tipo com características off-road, mas feita pra andar - e bem - no asfalto. São mais utilizadas em circuitos, porém, seu uso urbano é bastante comum, por possuir pneus lisos e suspensão diferenciada. As "super" diferenciam-se por sua cilindrada maior.
Motard 250 cc da Sundown.


GranTour (Granturismo)
Trata-se de uma categoria de motos de grande porte, as maiores que podemos encontrar no mercado. Todas elas ultrapassam as 1100 cilindradas, podendo chegar a 1800 cc, por exemplo. Seu maior trunfo está nas rodovias, onde ela tem poder absoluto, oferecendo conforto e segurança a níveis incomparáveis em relação até mesmo às big trails. Estas motos, além do motorzão e do aspecto gigantesco, podem conter: parabrisas aerodinâmicos, som com toca-CDs, entrada USB, ar-condicionado (com versão para ar quente) e, no caso específico de um dos modelos da Honda Goldwing, air bag e até capota para a proteção do piloto. Quer mais? Junte muito dinheiro e sinta você mesmo. (rsrs)

Honda Goldwing 1800L: imagine-se na estrada, pilotando-a...


Custom
As motos da categoria "custom" são feitas para priorizar mais o conforto do que a velocidade. No entanto, há aquelas que conseguem juntar as duas coisas. Também conhecida carinhosamente como "estradeiras", além do nível do banco ser baixo, possuem pedaleiras avançadas, o que permite ao piloto manter suas pernas esticadas, o que cansa menos. Convencionalmente, as motos deste tipo são desenhadas de forma clássica, preservando o visual das motos mais antigas. As Harley-Davidson e as Indians são exemplos vivos desta categoria.
Honda Shadow 750


Chopper 
Comumente confundidas com as customs, as choppers possuem características mais pessoais, pois são motocicletas modificadas ao gosto do proprietário e, geralmente, trabalhadas de forma artesanal. Suas principais características são: garfos longos, cores exuberantes, muito cromado e algumas não possuem freio dianteiro. O tanque costuma ser alto na frente e mais baixo próximo ao piloto, formando uma linha com o eixo da roda traseira. Algumas também possuem "hard tail" (ou "rabo seco"), por não usarem amortecedor traseiro.
Uma chopper construída com motor 1.450 cc da HD.


Caffe Racer
Categoria desenvolvida para corridas de curto percurso, que eram utilizadas por jovens ingleses e franceses, na década de 70, geralmente, entre uma cafeteria e outra, onde paravam para um "café". As motocicletas mais comuns eram as Triumph, Norton e BSA. Por considerarem as Nortons de melhor ciclísticas e as Triumph de melhor motor, os Rockers passaram a montar motores de Triumph em quadros de Nortons, surgindo assim as Triton, consideradas as Cafe Racers por excelência. Atualmente há Clubes e Clãs de Rockers e de apreciadores das Cafe Racers. São feitas Cafe Racers com os mais variados modelos de motocicletas de todos os fabricantes, inclusive com modelos modernos. Há um revival que trouxe à moda e tornou mais populares as Cafe Racers nos dias de hoje.
Uma Norton Cafe Racer atual


Scooter
Os scooters, que até os anos 80 eram conhecidos no Brasil por "vespas" ou "lambretas", ganharam roupagem e motores novos, mais atualizados, e também um público jovem e interessado em "novidades". Por serem altamente econômicos, caíram na simpatia de profissionais de todo gabarito, que usam o veículo para trabalhar e também para o lazer.
Scooter da Honda.


Ciclomotores
São motos de pequena cilindrada - até 50 cc, que alcançam no máximo 50 km/h e não exigem habilitação. Com a chegada dos scooters, esse tipo de moto é visto com pouca frequência, além de serem modelos mais antigos.
Ciclomotor 50 cc da Traxx.




Motoabraço!!


Nenhum comentário: